Pesquisas e descobertas sobre a alimentação

IMG_7521

Há alguns meses fiz uma pesquisa para a matéria de Biologia sobre gorduras e coisas que envolvem a saúde e resolvi compartilhar uma parte do trabalho sobre este assunto, já que saúde também é um assunto tratado aqui no blog.

O post ficou um pouco extenso mas é bom ler até o final:

Os cientistas pesquisam cada vez mais sobre o porquê de os churrascos continuarem tão populares e apetitosos, por exemplo. Pesquisas mostram-nos como o refrigerante pode ter substituído a água para algumas pessoas, e porquê mesmo ao saber que a salada é mais digna para a saúde, um indivíduo prefere aquela batata frita gordurosa.

Nós humanos, temos um mecanismo de “estocagem” de gordura que funciona da seguinte maneira: lá por 200 mil a.C. nem sempre era possível caçar alguma coisa todos os dias que matasse a nossa fome. Por este motivo, o corpo desenvolveu um método interessante de sobrevivência: estocar comida dentro do corpo para não passarmos fome quando não encontrássemos uma caça que nos satisfizesse.

Para fazer com que comêssemos mais do que o necessário a cada caça, o cérebro criou algo para nos recompensar com doses cavalares de prazer cada vez que comíamos algo que fosse fácil de ser absorvido pelo corpo para virar estoque de gordura: comeu carne gordurosa, altamente calórica, ganhou uma dose de dopamina.

Isso não ocorre somente nos humanos, em qualquer mamífero se encontra o mesmo mecanismo.

IMG_7524

Em um estudo do Scripps Research Institute, nos EUA, eles alimentaram um grupo de ratos com ração e o outro com bacon, salsicha, comida congelada, doces e outros. Depois de 40 dias, os ratos que comeram ração permaneceram magros e saudáveis, e nos outros ocorreu o óbvio: ficaram obesos. Os cérebros destes ratos também não eram mais os mesmos. Eles desenvolveram resistência à dopamina, ou seja, viviam pela próxima dose. É exatamente isso que ocorre com usuários de crack.

A semelhança de sintomas de drogas e comidas gordurosas não acaba aí. Outros estudos mostram, por exemplo, que a gordura estimula a produção de endocanabinoides, substâncias parecidas com as encontradas na maconha.

Pesquisadores da Universidade do Texas acompanharam 474 adultos por dez anos e perceberam que aqueles que tomavam refrigerante diet frequentemente engordaram 70% a mais em comparação com quem não bebeu refrigerante.

Outro estudo americano, da Universidade de Minnesota, analisou a saúde de 16 mil pessoas por nove anos. Em comparação com quem não bebeu refrigerante, os que tinham o hábito de ingerir uma lata da bebida diet por dia apresentaram 34% mais risco de desenvolver a chamada síndrome metabólica.

Cientistas da Universidade de Cambrige descobriram que o chocolate não pode levar tanta culpa pelos maus hábitos alimentares. Depois de uma pesquisa, eles acreditam que, apesar das calorias, podem existir componentes nessa iguaria que favoreçam a queima de gordura. Mas as causas ainda não estão esclarecidas, e os estudos continuam.

Outra pesquisa em adolescentes americanos mostrou que ao dividir o alimento em porções menores, a tendência é comer mais devagar, dando tempo para o cérebro entender que a quantidade de energia que você colocou para dentro já está adequada.

Viram? A realidade é essa: o cuidado com os alimentos que você ingere é super importante.

Beijos,

Amanda

 

Referência de pesquisa:

KEDOUK, Marcia. A DIETA DA CIÊNCIA. Super Interessante, n.311, p. 41-46, nov., 2012.

Anúncios

3 comentários sobre “Pesquisas e descobertas sobre a alimentação

    • Oi! Adorei o seu blog(principalmente a receita da paçoca) e que bom que gostou! Adoro descobrir receitas e inventar novas delícias – assunto que quero postar com mais frequência aqui no blog.
      Será sempre bem-vinda por aqui!
      Beijos,
      Amanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s